agosto 25

Formatura de alfabetização na construção civil.


25 de agosto de 2015 às 11:12
Categoria: Gestão de Qualidade
Publicado por: Thiago Carvalho

Assessoria de Comunicação Social do Seconci-DF.

Sem título-1234

Na próxima sexta-feira, 28 de agosto, O Serviço Social da Indústria da Construção Civil do DF (Seconci-DF), realiza a Formatura de Alfabetização e 1º Segmento do Ensino Fundamental. O evento coroa o esforço dos trabalhadores do setor que frequentam as aulas no próprio canteiro de obras. “A alfabetização é o primeiro passo da cidadania do homem. A partir daí os efeitos se multiplicam geometricamente. Ter uma escola dentro do local de trabalho estimula a aprendizagem” explica o presidente do Seconci-DF, Deyr Corrêa.

As aulas acontecem de segunda à quinta-feira e, geralmente, a estrutura é montada no refeitório das obras. Os horários podem ser após o almoço ou depois do expediente, a critério da empresa, como explica a Gerente de Capacitação e Educação da entidade, Luciana Borges. “Tentamos adaptar o ensino à realidade do canteiro para que, mesmo diante das dificuldades, os trabalhadores possam aproveitar a oportunidade de aprender”, conta Luciana.

A empolgação dos alunos é visível pelo reconhecimento e as mudanças que acontecem no dia a dia. “O que mudou foi que, antes eu não sabia nem escrever meu nome, e agora consigo. O próximo passo é aprender a fazer contas”, comemora Francisco Lopes Soares, 45 anos, aluno e servente. Ele será o orador da turma que, este ano, terá 61 alunos certificados.

Números: em 24 anos de programa, foram cerca de 12 mil atendimentos prestados

 CONVITE 28a _ FORMATURA -PROJETO DE ALFABETIZAÇÃO OPERARIOS

Comentários desativados em Formatura de alfabetização na construção civil.
agosto 13

Projeto de Alfabetização na Construção Civil é destaque na imprensa.


13 de agosto de 2015 às 10:15
Categoria: Gestão de Qualidade , Responsabilidade Social
Publicado por: Thiago Carvalho

A Iniciativa busca disseminar novos conceitos na Construção Civil

Os trabalhadores  da  construtora Faenge que atuam nos canteiros de obras da empresa, têm dentro do local de trabalho a oportunidade de melhorar o ensino. Graças ao projeto em parceria com  Seconci-DF, que possui salas de aula espalhadas por todo DF , oferecendo uma nova chance  para quem quer voltar à sala de aula ou frequentá-la pela primeira vez. O principal objetivo do projeto de alfabetização no canteiros  é contribuir com o desenvolvimento do setor da Construção Civil.

Para os colaboradores do canteiro da obra da Faenge, Chateau du Parc, a importância do projeto é refletida nos avanços conquistados e na melhoria da qualidade de vida. Além de possibilitar o crescimento profissional, a participação dos trabalhadores tem feito a diferença em coisas simples no ambiente de trabalho e  também em seus lares. O sucesso do projeto está  sendo noticiado pela mídia local nas emissoras de TV e  nos Jornais da cidade, que reportam a importância  de incentivar a retomada dos estudos.

A gestora de qualidade da Faenge, Helena Cirqueira reforça a importância da educação na vida do trabalhador. “A parceria com o Seconci-DF e a construtora  faz  um elo entre o ensino e o trabalhador que não teve oportunidade. Graças a esse projeto, muitos estão melhorando a qualidade de vida e voltando a sonhar com coisas simples como tirar uma carteira de habilitação, por exemplo”, conta.

 

Reportagem Band2

IMG_4664IMG_4663

IMG_4665

Reportagem Band3

Sobre o projeto – O projeto de Alfabetização do Seconci-DF é realizado em parceria com o Centro de Estudos Supletivos da Asa Sul (Cesas) e com os empresas associadas à entidade. Para ter uma sala de aula em seu canteiro, as empresas precisam disponibilizar um local apropriado, que pode ser o refeitório, e contribuir para o cadastro dos interessados. Ao aluno, não há nenhum custo e todo o material didático é fornecido pelo Seconci-DF. As aulas podem ser realizadas após o almoço ou depois do expediente, a critério da empresa. Caso não haja trabalhadores em quantidade suficiente para formação de turma, os interessados podem frequentar sala disponível no Setor Comercial Sul, onde há turma disponível para a construção civil e pessoas de comunidade.

 

Apoio: Assessoria de Comunicação Social Seconci-DF

Fotos: Sidney Rocha

Comentários desativados em Projeto de Alfabetização na Construção Civil é destaque na imprensa.
agosto 11

Os destaques da mostra Morar Mais Goiânia 2015.


11 de agosto de 2015 às 9:20
Categoria: Lar
Publicado por: Thiago Carvalho

    21 ambientes trazem novas ideias para o lar.

A 8ª edição da mostra Morar Mais Por Menos de Goiânia. Os visitantes poderão conferir criativas ambientações, espalhadas por uma área de 1.600 m² de um edifício de dois andares, próximo à Praça do Sol, no setor Oeste. Somando 32 espaços dos estilos mais variados, projetados por 45 profissionais da região, o evento está especialmente voltado para soluções sustentáveis.

Mostra Morar Mais por Menos Goiânia 2015 

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Flávia Ruscitti e Ítalo Augusto
Bilheteria
A dupla quis provar que o espaço de 16 m² da bilheteria, além de cumprir sua função específica, também poderia guardar boas ideias. A proposta é baseada na busca por mais cor e vida no dia a dia. Eles apostaram em elementos rústicos e itens de alto padrão, no uso de concreto aparente no teto e de uma estrutura de metal oxidado e, por fim, exploraram a cor azul. Recursos baratos compõem o ambiente com charme e elegância, como a madeira OSB, da marcenaria, tubos de PVC, usados na parte elétrica, e o piso laminado. Contrapondo o moderno e o contemporâneo, bonecos Poupée, utilizados em estudos de design, incrementam a decoração, dando boas-vindas à tecnológica Ângela, a primeira recepcionista no estado de Goiás totalmente virtual e interativa, lançamento do Esttudio RV2.
_____________________________________________________________________

 Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação  )

Cristina Maria Borges, Karine da Silva Neves Bezerra, Lucély da Silva Neves e Marlene Teixeira de Faria
Sala de Estar
A equipe conta que misturou, na sala de estar de 46 m², os estilos contemporâneo e rústico, adicionando também um toque do clássico. Segundo as autoras, a inspiração da paleta de cores partiu de tendências vistas na Europa, com destaque para o dourado, preto, bordô e o verde. O mobiliário é ecológico, construído com madeira de demolição e MDF (feitos da fibra de madeiras reflorestadas como o eucalipto ou pinus). Na iluminação, optaram por lâmpadas LED que, além de não conter metais pesados, têm manutenção de baixo custo, não apresentam raios ultravioletas e infravermelhos, são resistentes à vibração e consomem pouca energia. Um jardim vertical com irrigação por gotejamento economiza a água e garante o aconchego no ambiente.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Diego Ramos Alves
Estar Juntos
A sala de estar de 35 m² projetada pelo arquiteto e urbanista é uma caixa branca, revestida com um boiserie preto feito em gesso, que tem suas extremidades ocupadas por cortinas, quadros e persianas. De acordo com o arquiteto, elementos gráficos completam o ar lúdico do espaço. Volumes retangulares interligados aparecem em uma paleta simples de cores. Destaque para a Poltrona Alfaiate, design Bruno Faucz, disponível na Ventura Interiores. A iluminação artificial resulta de um trilho elétrico de 6 metros de comprimento, equipado com lâmpadas LED estrategicamente posicionadas e que não geram calor, o que diminui a necessidade do uso de ar condicionado.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Carlos Rodrigues, Laís Rostini e Maria Angélica Araújo
Sacada Gourmet
Os arquitetos apostaram em tons escuros na sacada gourmet de 32 m². De acordo com eles, a ideia era criar um espaço aconchegante, que incentivasse o convívio, o descanso, assim como a contemplação da paisagem urbana. Os revestimentos que remetem a texturas metalizadas, nas versões dourada e aço corten, aparecem em harmonia com elementos e materiais regionais, como o cobogó. Destaque para a poltrona de balanço e algumas peças únicas de artesãs e artistas de talentos variados. A textura e pintura Sttucarte substitui o porcelanato.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Ricardo Santiago, Sheila Márcia Araújo e Tony Flávio
Estar Criativo
A sala de estar de 32 m² pensada e executada pelo arquiteto Ricardo Santiago e pela dupla de paisagistas e designers de interiores Sheila Márcia Araújo e Tonny Flávio abriga elementos artesanais como revisteiro feito de caixote de feira e luminárias de jornais, raladores, potes de sorvete e barbantes. O projeto traz palets como revestimento de paredeque, junto com as placas cimentícias da Provence Acabamentos, dão um toque de rusticidade ao ambiente de inovação e criatividade. Eletrodutos de PVC rígido conduzem a instalação elétrica aparente. A iluminação é de LED que aliada a opção pela ventilação natural proporcionada pela janela generosa resulta em economia de energia.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Robleto Costa
Studio da Médica Veterinária
Para homenagear as pessoas que se voltam aos cuidados com a saúde e bem-estar dos animais, o arquiteto conta que buscou combinar ares contemporâneos com o estilo escandinavo. Ele organizou na área de 44 m²: hall de entrada, estar, cozinha americana, bancada de refeição e/ou trabalho, quarto tipo suíte e varanda. Outro destaque foi o aproveitamento de tubetes de papelão, material reaproveitado na composição da cabeceira e dossel da cama, e de recortes de madeirinha (galho seco fatiado), aplicados na decoração do banheiro. As luminárias de cerâmica tipo casinha de passarinho foram feitas por artesãos de Caldas Novas, assim como os vasos pintado à mão. Os fios ficam à mostra, conduzindo uma iluminação de LED automatizada e dimerizável em quase todas as luminárias. No piso da varanda, foi usado estêncil e tinta para cerâmica, e, no do hall de entrada, plotagem para piso.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Augusto Franco, Juliana Reis e Paula Marinho
Suíte Presidencial
Concebida pelo trio de arquitetos, a suíte máster tem 29 m², divididos entre quarto e closet. Os profissionais contam que a proposta era conseguir um ambiente clean, confortável, sofisticado e ao mesmo tempo acessível. Retrata uma configuração atual com tonalidades suaves e belos materiais, texturas táteis e visuais e mobiliários soltos. O mosaico é feito de material de garrafa pet e a iluminação de LED é pontual.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Denis Rezende
Sala de TV GNT
A sala de TV de 32 m² elaborada pelo designer de interiores alia tecnologia e conforto. Sua base é neutra, mas, de acordo com o autor, há uma diversidade de cores e formas nos revestimentos escolhidos. Um geométrico papel de parede, da Monallise My, revisita os anos 1980. Destaque para o cobogó Talismã, da Manufatti, e para o banco Taboa, um produto oriundo de ações de inclusão social da TokStok. A automação Control4, da Automatize, contribuiu para uso racional dos equipamentos, já que todos eles são controlados através de um sistema digital. A aposta para o piso foi no porcelanato Carrara Bianco HD, da Itagrês.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Francisco Severo
Sala de Estudo
Concebida pelo arquiteto Francisco Severo, a sala de estudos de 14 m² é minimalista. Tal característica foi pensada para transparecer uma atmosfera de tranquilidade, que evitasse estímulos e distrações. O azul, o rosa e o branco foram usados de forma contemporânea e inspiradora e ressaltados ainda pela iluminação bem projetada. O profissional apostou nummobiliário personalizado, feito com materiais naturais reutilizados e de baixo custo.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Mavione Souza
Varanda bem-estar
A designer de interiores conta que seu projeto é dedicado a todas as pessoas que tem a oportunidade de vivenciar de forma simples momentos inesquecíveis. Com 15 m² de área, a varanda mescla peças retrô, materiais modernos e artesanato regional. A própria designer desenvolveu garrafas pintadas à mão com cenas do folclore de Goiás, e integrou elas à decoração. A iluminação usa plafons e arandelas com lâmpadas de LED.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Mariana Riemma e Daniele Moreira
Banho das Meninas
O ambiente de 6,5 m² foi idealizado pela dupla para ser compartilhado por duas irmãs ou duas amigas. O espaço foi todo automatizado pelo Esttudio RV2, em um projeto que trabalhou a sonorização e a iluminação de LED dimerizada a fim de economizar energia. O box de acrílico foi eleito por ser reciclável e ter uma boa durabilidade. Destaque para o revestimento 3D que simula o movimentos em ondas e cria um efeito na parede. Molduras vazadas com puxadores internos servem de suporte para expor bijuterias e toalhas.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Jackelyne G. Martins de Araújo e Áquila Moreira e Alves Curcino
Quarto Tok&Stok
Projetado para uma jovem arquiteta, o quarto de 20 m² é agradável para o descanso e também conta com uma pequena área de trabalho. O ambiente que foge das cores neutras é moderno e aposta no azul turquesa vibrante no teto, equilibrado graças às paredes claras. O antigo guarda roupa de madeira embutido foi customizado; agora, ele não tem portas e revela a aplicação de tecido psicodélico usado no fundo. O destaque é para o mobiliário da Tok&Stok, que aposta em uma paleta de cores caleidoscópica e descontraída (fúcsia, anis e amarelo).  Os itens Antônio rack e Antônio poltrona são lançamentos da marca, criados pelo designer Maurício Arruda.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Elisângela Alves
Varandas das Artes 
Criada pela designer de interiores Elisângela Alves, a varanda de 13 m² é o refúgio de umartista eclético, que tem o tema sustentabilidade como fonte de inspiração. Molduras vazias na parede reforçam a atmosfera artística. As luminárias de LED feitas com portas de demolição e canos de PVC criam um ambiente intimista e aconchegante. No paisagismo, colunas de vergalhões dão suporte ao jardim vertical e caixotes de feira formam uma jardineira e mesa lateral. O piso de porcelanato imita o cimento queimado (da Provence Acabamentos). Destaque para textura de aço corten na parede, um lançamento da Stuccarte Pinturas especiais.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Karine Simões Silva
Quarto do Bebê 
A arquiteta e designer de interiores se inspirou nos anjos para criar um quarto de bebê unissex de 14 m². A decoração, que remete ao lado romântico de toda mãe, é inspirada nos cheiros, sabores e sons da maternidade. Entre as soluções sustentáveis, destaque para o uso do piso vinílico reciclável e reaproveitamento da estante de madeira. Os móveis provençais patinados (desenhados por Karine) e enxovais foram customizados e feitos por artesões locais para dar personalidade e brasilidade ao projeto, tornando-os únicos e autorais. A iluminação em LED dimerizada é acolhedora e, assim como a sonorização, é automatizada pelo Esttúdio RV2. O mobiliário é da marca Baby Happy.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Glayci Viana, Thais Rabelo e Mayza Ferreira
Estúdio da Terapeuta
Criado por um trio de designers de interiores, o estúdio de 30 m² é um local para trabalho terapêutico, além de um espaço para morar. Todos os detalhes e simetria acolhem a mente, o corpo e a alma de maneira instigante. Destaque para o deque exclusivo de madeira, equipado com ofurô e futon, que funciona como uma estação com funções diferentes: descanso e tratamento de paciente em terapias. Automatizado pelo Esttudio RV2, o ambiente tem iluminação colorida e sincronizada com vídeos, áudios e aromas que estimulam a experiência sensorial baseada na teoria dos 5 elementos da medicina chinesa. Jardins verticais cultivam ervas medicinais para banhos e chás.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Rodrigo Borges
Adega
A adega de 27 m² apresenta um jeito brasileiro de apreciar o vinho. O designer de interiores idealizou o espaço como uma área para receber os amigos com elegância e aconchego. A madeira, a iluminação e os tons de vermelho remetem ao universo do vinho. Destaque para a iluminação de LED no tom rosé, para os móveis de madeira de demolição, o porcelanato com estampa de aço corten e a adega de vidro, feita pelo próprio designer, que tem 2,75 m de altura por 2,4 m de largura e também funciona como divisória. A sonorização do Esttudio RV2 traz o novo sistema, OMNI, da Harman, recém-lançado no Brasil. A textura de aço corten é da Provence Acabamentos.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Bianka Miller, Eneida Oliveira e Gabriel Santana
Restaurante “O Popular”
O trio quis reverenciar a natureza neste ambiente de 85,17m², marcado por um toque rústico e ao mesmo tempo sustentável. A proposta dos profissionais era provar que produtos oriundos de demolições e reciclagens podem ser tão bonitos e tecnológicos quanto os demais. Nessa tocada, as luminárias pendentes são de papelão reciclável, as mesas de madeira de demolição com tampo em cobogós e, os bancos, feitos de jornais. O acabamento do teto é em argamassa. A cobertura de tecidos envolta ao pergolado foi pensada para reforçar a força do natural.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Mayara Oliveira
Praça Provence
O projeto apostou em elementos com linhas retas e geométricas e plantas de fácil manuseio. De acordo com a paisagista, a intenção era criar um jardim com manutenção prática, e que permitisse receber bem. Ela buscava um estilo moderno e ousado e, para isso, apostou na mistura de texturas. Um dos grandes destaques que o espaço de 80 m² esbanja é a composição de jardim vertical e revestimento com efeito 3D. No lugar da madeira, o deque da Provence Acabamentos é todo de cimentício.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )
Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Marcos Gouvêa
Varanda Gourmet
A varanda gourmet de 50 m² homenageia os mestres da arte e da arquitetura moderna. Materiais brutos e o estilo industrial foram a grande aposta do profissional. Ele conta que a sua ideia era conquistar um ambiente funcional, belo, sem exageros, limpo, funcional, equilibrado e sem rebuscamentos. O uso da tecnologia construtiva à seco (serralheria) e fechamentos industriais, como zinco e placa cimentícia, paredes em argamassa fina e iluminação 100% LED fazem do espaço uma construção ecologicamente correta. Osmóveis são exclusivos com desenho, execução e acabamento realizado pelo arquiteto. Destaques para a horta de temperos ao alcance dos olhos e das mãos na ilha gourmet e para a luminária de cabaça com iluminação RGB, evocando a brasilidade contemporânea. O piso e a bancada são de porcelanato, que substitui a tradicional pedra. Todo o sistema elétrico é automatizado pela Atual Instalações Elétricas.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Filipe Fonseca e Warley Vilela
Estúdio do Solteiro
Com 47 m² distribuídos em dois pisos, o projeto surge com a proposta de um loft integrado, pensado para um jovem morador de uma grande cidade e que segue as tendências do mercado de ter moradias cada vez mais compactas. O profissional se preocupou em mostrar que é possível respeitar os espaços definidos de uma casa sem divisórias físicas, proporcionando ao usuário mobilidade, flexibilidade e bem-estar. O uso de materiais reaproveitados com boas escolhas de mobiliário traz um tom sofisticado com bom humor. A cozinha descontraída tem cor e design diferenciados. Destaque para a coifa de Ilha Nacisse na cor branca, da marca italiana Falmec, fornecida por Cris Requinte.
_____________________________________________________________________

Morar Mais Goiânia  (Foto: Divulgação )

Saula Mendes
Banho Master
O projeto de 6 m² visava priorizar o conforto e o bem estar na hora do banho. Pensando nisso, a profissional apostou em cores claras e linhas retas, a exemplo do porcelanato eleito para o piso e a parede, e para a iluminação aconchegante, feita com lâmpadas LED. Nessa tocada, entra também a bancada de acartonado revestida de porcelanato que imita o mármore. O gesso acartonado também conhecido como drywall foi a escolha ecologicamente correta do projeto, pois tal material reduz a quantidade de lixo residual e pode ser reciclável.

Fonte : http://casavogue.globo.com/

Comentários desativados em Os destaques da mostra Morar Mais Goiânia 2015.
agosto 03

Velocidade de vendas de imóveis novos no DF aumenta 20% em apenas um mês.


3 de agosto de 2015 às 8:39
Categoria: Mercado
Publicado por: Thiago Carvalho

 

Dados foram apresentados pela segunda edição da Pesquisa do Índice de Velocidade de Vendas (IVV) do Setor Imobiliário do DF

Assessoria de Comunicação Social do 
Sinduscon-DF e da Ademi-DF

A velocidade de vendas de imóveis residenciais novos no Distrito Federal aumentou expressivos 20% em apenas um mês, é o que apresenta a segunda edição da Pesquisa do Índice de Velocidade de Vendas (IVV) do Setor Imobiliário do DF do mês de junho, divulgada nesta sexta, 31, em Brasília. Os dados mostram que o IVV residencial, em maio, foi de 4,5% e, em junho, saltou para 5,4%. Isso comprova o crescimento da procura por imóveis pela população.

No 2º trimestre, o IVV residencial médio do período foi de 4,7%, ou seja, aumentou 27% em relação ao IVV do 1º trimestre de 2015 (3,7%). A pesquisa levanta informações junto a 46% das incorporadoras atuantes no DF, considerada uma amostra técnica bem abrangente.

“A pesquisa constata, com dados idôneos, que o movimento de alta nas vendas de imóveis novos vem sendo observado ao longo de dois trimestres e que há uma demanda reprimida por imóveis novos. É uma comprovação que o mercado imobiliário local está se aquecendo novamente”, destaca o presidente da Ademi-DF, Paulo Muniz. Segundo ele, ainda há restrição na oferta porque o setor precisa de maior urgência na liberação para construir novos empreendimentos. Muniz explica que o IVV residencial apurado em junho (5,4%) está situado na margem considerada de referência no mercado imobiliário do DF, que é de 5%.

O IVV dos imóveis comerciais também apresentou elevação em junho, chegando a 3,3%, superior ao 1% registrado em maio e pouco abaixo do de abril (3,8%).

Nesta segunda edição da pesquisa, mais três empresas do setor imobiliário passaram a divulgar os dados de vendas de imóveis novos. O estudo é uma iniciativa do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-DF) e da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-DF), com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-DF). Os dados são coletados pela empresa Opinião Informação Estratégica.

Foto  Fachada 2 Blocos

Pesquisa útil para compradores e vendedores de imóveis

A pesquisa do IVV é útil para compradores de imóveis, autoridades do DF, incorporadores de imóveis, bem como para toda a cadeia produtiva, pois sinaliza o comportamento do mercado de forma global e setorizado por região administrativa e por tipo de planta, indicando onde há demanda por novas construções e de quais tipologias. Até a iniciativa das entidades, não havia dados consolidados do mercado imobiliário.

Com a pesquisa, que pode ser acessada no site do Sinduscon-DF e também no site das demais entidades parceiras, os compradores terão acesso a informações úteis para planejar com mais consistência a realização do sonho da casa própria ou a compra do escritório / loja.

Comentários desativados em Velocidade de vendas de imóveis novos no DF aumenta 20% em apenas um mês.
julho 24

Uma decoração eclética e sem clichês.


24 de julho de 2015 às 9:31
Categoria: Lar
Publicado por: Thiago Carvalho

Em Nova York, morada tem ares do Havaí.

Apartamento descolado em Nova York (Foto: Editora Globo)

Na casa dos vinte e poucos anos, o morador deste apartamento é um jovem que trocou as belas paisagens do Havaí por um charmoso dúplex no West Village, em Nova York. Para equilibrar o clima urbano de Manhattan, ele pediu aos designers Andrew Kotchen e Matthew Berman, do escritório Workshop/Apd, uma decoração que lembrasse o jeito descontraído havaiano, mas sem cair em clichês, complementado por um toque contemporâneo.

Editora Globo (Foto: Donna Dotan / divulgação)

Cientes da dificuldade de conciliar os interesses variados de seu cliente, Andrew e Matthew resolveram não se limitar por isso e adicionaram elementos que pudessem trazer ainda mais personalidade ao projeto. Assim, utilizaram peças de design europeu, mesclando itens vintage. O resultado foi um mix com sabor bohemian chic sofisticado.

Editora Globo (Foto: Donna Dotan / divulgação)

Para o living, a dupla de designers optou por um sofá baixo, com almofadas e encostos soltos (tecidos da B&J Fabrics), o que permite a peça virar facilmente uma cama para hóspedes. Adicionaram também duas cadeiras Grete Jalk, da grife Almond Hartzog, do lado oposto ao sofá, e a mesa de centro Piedmont Elliptical, da Y Living. As peças baixas dão ao ambiente uma escala mais imponente, mas ainda informal. Acima do sofá, a eclética coleção de fotografias e gravuras do cliente traz personalidade ao espaço, assim como a cabeça de antílope kudu, comprada na loja Inheritance, de Los Angeles, especializada em objetos vintage e exóticos.

Editora Globo (Foto: Donna Dotan / divulgação)

A área do living se abre para a cozinha, que tem piso de madeira e armários e paredes em tons de cinza. Para arrematar o ar descontraído, uma antiga escrivaninha de engenheiro (da Old Godd Things) faz a função de mesa. Embaixo da escada, outro sofá baixo cria mais uma área de descanso logo na entrada do apartamento.

Editora Globo (Foto: Donna Dotan / divulgação)

No quarto principal, o mix de elementos rústicos e modernos criou uma atmosfera tranquila, mas sem deixar de lado o ecletismo solicitado pelo morador. A cama, com cabeceira escura, é da marca Interiors by George & Martha, e a cadeira vintage de couro preto leva a assinatura do designer romeno, radicado no Brasil, Jean Gillon. Baús sobre o tapete turco também adicionam um toque contemporâneo ao ambiente. No teto, aluminária Dear Ingo, desenhada por Ron Gilad, contribui para uma iluminação eficiente e confortável.

Apartamento descolado em Nova York (Foto: Donna Dotan / divulgação)

Por todo o apartamento, seja a bandeira emoldurada, a mesa de centro com tampo de tronco de árvore ou a prancha de surfe na parede, os detalhes têm grande importância e contribuem para o sucesso desse projeto.

Apartamento descolado em Nova York (Foto: Donna Dotan / divulgação)
Editora Globo (Foto: Donna Dotan / divulgação)
Apartamento descolado em Nova York (Foto: Donna Dotan / divulgação)
Apartamento descolado em Nova York (Foto: Donna Dotan / divulgação)
Apartamento descolado em Nova York (Foto: Donna Dotan / divulgação)
Fonte : http://casavogue.globo.com/
Comentários desativados em Uma decoração eclética e sem clichês.
julho 23

Capacitação Técnica no Setor Noroeste.


23 de julho de 2015 às 9:07
Categoria: Gestão de Qualidade
Publicado por: Thiago Carvalho

A Geo Lógica realizou nos dias 09 e 10 de julho mais uma capacitação técnica sobre o Plano de Monitoramento Ambiental desenvolvido para o Setor Noroeste. Este plano foi elaborado com base nos documentos orientadores da gestão ambiental no bairro, a Licença de Instalação 063/2012 do IBRAM e o Manual Verde, da Terracap.

O evento foi realizado na obra “Jardins dos Ipês”, da Emplavi, e estiveram presentes responsáveis técnicos de diversas construtoras atuantes no Setor Noroeste. Ao todo, o treinamento teve 4h30min de duração.

DSC03460(1)

Um dos representantes da construtora Faenge, o Auxiliar de Meio Ambiente (função criada pela empresa) Rone Firmino, assim se expressa: “a capacitação é fundamental no que diz respeito ao monitoramento ambiental aqui no Noroeste para que haja a unificação dos serviços ambientais das empresas representadas. A capacitação sobre o Manual Verde foi muito boa, pois além de refrescar nossa memória com as atribuições que já cumprimos, nos traz novidades e atualizações que são adicionadas ao nosso do dia-a-dia”.

Neste ano, há a previsão de ocorrência de ainda outras duas capacitações, com temas “gerenciamento de resíduos” e “produtos e resíduos perigosos”. Desde 2011, a Geo Lógica já realizou 18 capacitações técnicas com estes temas da construção civil, e além do Setor Noroeste, já foram ministradas capacitações em obras localizadas em Águas Claras, Gama, Taguatinga, Riacho Fundo II, Valparaíso, Ceilândia, Samambaia e Sobradinho.

DSC03568(1)2

Fonte : http://www.geologicadf.com.br/geologica/home

Comentários desativados em Capacitação Técnica no Setor Noroeste.
julho 17

Texturas e cores no lar de 220 m².


17 de julho de 2015 às 9:20
Categoria: Lar
Publicado por: Thiago Carvalho

Ambientes claros recheados de bom design.

Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)

Projetado para um jovem casal e seus dois filhos, este apartamento no bairro do Tatuapé, Zona Leste de São Paulo, garante bons momentos em família e também entre amigos. Para isso, a arquiteta Roberta Banqueri desenhou ambientes antenados com as necessidades e os desejos dos moradores. “São pessoas viajadas e gostam de ambientações leves, mas com personalidade.”

Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
“Eles também apreciam peças de design e quiseram prestigiar o brasileiro”, explica.
Na decoração, a proprietária solicitou a Roberta espaços contemporâneos e atemporais, com tons claros e apenas alguns toques de cor. Os matizes vibrantes entram em pequenas doses, como em almofadas, mesas laterais e peças de menor porte.

Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Texturas aconchegantes se contrapõem com outras mais frias, como na sala de jantar, onde as cadeiras de couro formam um bonito conjunto com a mesa laqueada. Os móveis vieram de lojas como a Dpot, Franccino, Brentwood, Artefacto, Lumini, entre outros.

Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
As cores também aparecem nas fotografias espalhadas pelos ambientes. No quarto, a cabeceira recebeu obras de Orlando Azevedo. No living, sobre a lareira, telas em metacrilato de Claudia Furlani. No corredor, cliques de Christian Schneider, Mauricio Simonetti e Claudia Furlani, todos comprador na galeria Mirafoto.

Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Os moradores curtem bastante os momentos em que estão em casa, por isso, itens de conforto foram algumas das prioridades da arquiteta. Na sala de estar, toda automatizada, a tela e o projetor garantem animadas sessões de cinema. E a varanda, um dos destaques do projeto, foi transformada em três ambientes distintos, mas integrados, com direito a churrasqueira gourmet, sofás aconchegantes e uma área de relaxamento. Chama a atenção o jardim vertical, que traz a natureza para dentro do apartamento e faz uma gostosa companhia na área de estar.

Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Como o apartamento era novo, houve a adequação de alguns espaços durante a reforma. O quarto dormitório, por exemplo, foi demolido e integrado ao restante do imóvel, cedendo alguns metros à suíte do casal e ao estar. Assim, sobrou espaço inclusive para a construção de uma lareira a gás. “Optei por fazê-la em um formato horizontal para valorizar a extensão da sala”, conta Roberta. Na suíte principal toda a instalação hidráulica foi refeita para possibilitar a instalação de uma banheira, duas duchas e duas cubas.

Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Apartamento de tons claros no Tatuape (Foto: Gabriel Arantes / divulgação)
Fonte : http://casavogue.globo.com/
Comentários desativados em Texturas e cores no lar de 220 m².
julho 15

Faenge participa da construção das primeiras trilhas executadas dentro do Parque Burle Marx.


15 de julho de 2015 às 8:45
Categoria: Gestão de Qualidade , Institucional , Responsabilidade Social , Sustentabilidade
Publicado por: Thiago Carvalho

Construtora Faenge participa da construção das primeiras trilhas executadas dentro do Parque Burle Marx, afim de atender anseios dos moradores do Noroeste.

Para aqueles que querem aproveitar  o local é ideal  para práticas esportivas, fazer trilhas próximo a vegetação nativa, o Cerrado.  O parque é uma área de conservação  e  contemplação  para crianças e adultos. 

Simétrico ao Parque da Cidade, o Parque Burle Marx tem a mesma função de criar uma zona de amortecimento entre o Plano Piloto e as áreas vizinhas, além de constituir espaço de lazer público para a população. É parte fundamental da concepção da escala bucólica.

O Parque foi criado por decreto em 1990. Situa-se na Asa Norte, entre as quadras 908 e 916, e o Setor Noroeste. Com 280ha, contribui para a manutenção de um cinturão verde em torno do Plano Piloto.

 

Comentários desativados em Faenge participa da construção das primeiras trilhas executadas dentro do Parque Burle Marx.
julho 13

Edifício propõe reciclagem urbana.


13 de julho de 2015 às 8:43
Categoria: Lar
Publicado por: Thiago Carvalho

Projeto preserva prédios antigos e atrai moradores.

Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)

Localizado no La Roma, um bairro histórico da Cidade do México, o edifício Córdoba-Reurbano é resultado de uma iniciativa da start-up Urban Recycling. O local sofreu um forte terremoto em 1985, o que fez sua população diminuir ao longo desse tempo. Por conta da catástrofe, muitos edifícios desabaram e os que resistiram foram abandonados por seus moradores, que temiam os abalos estruturais causados pelos tremores. Recentemente, a região floresceu novamente e tornou-se um dos lugares mais agitados da cidade, graças à inauguração de galerias de arte, restaurantes e cafés descolados.

Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)

Por isso, o desafio dessa iniciativa é construir habitações em prédios com valor histórico e sem vagas para estacionamento, com o intuito de desestimular o uso do carro em uma cidade em que esse meio de transporte é considerado indispensável.

Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)

O projeto, criado pelo escritório Cadaval & Solà-Morales, conta com nove apartamentos de vários tamanhos e configurações e uma área comercial. Além disso, propõe uma reflexão sobre arquitetura, patrimônio histórico e urbanismo. O prédio já existente no terreno foi mantido, mas somente a fachada precisou ser totalmente preservada, de acordo com as leis locais. A ideia é fazer com que passado e presente coexistam de maneira harmônica, criando uma nova realidade em que a arquitetura moderna e a clássica se complementem.

Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)

Atrás da casa foi erguido mais um anexo, idêntico ao original, mas com tecnologia atual, que também conta com um pátio ao ar livre, do mesmo modo que na construção antiga. A utilização da mesma estética arquitetônica permite uma leitura contínua da paisagem.

Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)

Além da extensão, o projeto também cresceu em altura com a adição de dois novos andares. Mas, a horizontalidade foi preservada. Para isso, o primeiro andar é totalmente envidraçado a fim de aliviar o peso e também diferenciar o edifício original da nova intervenção.

Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)

A casa original foi feita com tijolos, mesmo material utilizado nos novos módulos da parte de trás. Os mais recentes diferem somente em pequenos detalhes, provenientes da produção em escala industrial. São essas sutilezas que nos permitem ver a diferença entre as edificações. Já os volumes do nível superior exibem uma identidade própria e se destacam na paisagem pela cor preta e materiais de características contemporâneas.

Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Edifício Córdoba-Reurbano Cidade do México (Foto: Miguel de Guzmán / divulgação)
Fonte : http://casavogue.globo.com/
Comentários desativados em Edifício propõe reciclagem urbana.
Página 4 de 29««234561020»»

Facebook

Twitter

FAENGETV

Todos os Videos